Digital Drops

5 brinquedos tecnológicos para você conhecer

Por em 22 de February de 2021
Pai e filho fazendo robô

Imagem: Freepik

A tecnologia foi capaz de alterar vários aspectos da nossa rotina, e com os brinquedos, não seria diferente. As crianças dessa década têm uma série de possibilidades em mãos, com opções que incluem inteligência artificial e outros recursos interessantes. Quer saber mais? Veja 5 brinquedos tecnológicos que você precisa conhecer!

1. Lego Boost

O Lego é um dos brinquedos mais populares do mundo. Criado em 1932, o jogo de blocos de montar foi se transformando com o passar dos anos e hoje, além dos tradicionais Legos temáticos, é possível encontrar opções tecnológicas como o Lego Boost.

A proposta do Lego Boost é permitir que crianças e adolescentes tenham lições introdutórias de programação e robótica, tudo de um jeito simples, intuitivo e divertido.

Com o apoio de um aplicativo gratuito, as crianças conseguem montar cinco modelos diferentes de robôs com o Lego Boost, aprendendo na prática como a tecnologia funciona.

continue lendo

emOutros

Classificação dos jogos de tabuleiro

Por em 10 de February de 2021

Os jogos de tabuleiro há muito deixaram de ser o jogo infantil típico para se tornar um produto de entretenimento para todas as idades e no auge de outras indústrias culturais. Nos últimos anos pode-se dizer que houve um boom nos jogos de mesa e se tornou uma ótima alternativa para passar o inverno ou em qualquer época jogando sozinho, com seu parceiro ou com sua família e amigos.

Os tipos de jogos são geralmente divididos pelas diferentes mecânicas principais, ou seja, o mais importante para um jogo gostar geralmente é o conjunto de técnicas que utiliza: Qual é a minha vez ou o que devo fazer para vencer ou continuar no jogo.

Classificação por idade

Jogos de Família: São os tradicionais jogos de tabuleiro. Aqueles cujo conteúdo é adaptado para o lazer e diversão de toda a família, ou de um amigo à tarde, mas com mecânica simples e rápida e de baixa dificuldade. Dentro disso, pode haver jogos mais tradicionais.

Abstract: Jogos em que não há gênero ou tipo específico para eles. Sua estratégia geralmente consiste em planejar, analisar, gerenciar e tomar decisões.

Filler: vem da palavra encher. São jogos rápidos, com mecânica simples, preparação muito curta, ocupam pouco espaço e a duração do jogo será inferior a uma hora.

Partys: São jogos para muitos jogadores onde o mais importante é diversão e entretenimento. Requerem uma preparação curta e contêm uma mecânica simples e rápida. Muitos deles com mais diversão quanto mais pessoas participam. Ideal para brincar com amigos ou família.

Classificação de acordo com seu material

Jogos de cartas: São jogos de tabuleiro com o fator comum de utilizar as cartas como base. Desde os mais típicos que se jogam com o baralho espanhol, até outros mais complexos.

Jogos de Dados: Neste tipo de jogo, um ou mais dados são utilizados como elemento principal, os quais são essenciais para a execução do jogo. São jogos em que o azar reveste-se de grande importância, embora não sem ele, possuindo estratégias.

Jogos de fichas: jogos em que os elementos jogados não são cartas ou miniaturas, mas sim fichas marcadas com um determinado valor.

Jogos de tabuleiro: nesta categoria estão a grande maioria de todos os tipos de jogos. Dos tradicionais, como xadrez ou damas, aos mais modernos. Como esses tipos de jogos variam de acordo com os temas e a mecânica, podemos dividi-los em várias subcategorias:

Eurogame: São jogos perfeitos para quem acaba de entrar neste mundo emocionante, devido à sua curta duração e poucos personagens. Eles devem seu nome ao nascer na Europa e ter seu maior expoente na Alemanha. Eles geralmente estão relacionados a jogos familiares. O ponto forte desses jogos costuma ser a mecânica, sobre os temas.

Ameritrash: Jogos de origem americana. Eles são caracterizados pelo tema e cenário serem os mais importantes do jogo e oferecem um maior componente de chance.

Wargame: Eles recriam conflitos militares em diferentes escalas, de grandes batalhas e escaramuças que acontecem em contextos futurísticos, fantasiosos ou históricos.

emJogos

Os brinquedos mais caros da Cultura Pop

Por em 24 de January de 2020

Troféu do Mickey

Qualquer fã de cultura pop sabe que é preciso colocar a mão bem no fundo do bolso para conseguir comprar alguns dos itens mais desejados do momento. Mas há determinados produtos que nem se a pessoa trabalhar a vida toda, de segunda a sábado, vai conseguir economizar o suficiente pra poder adquirir.

Estes produtos custam o preço de um apartamento de luxo em Nova Iorque, ou mais. Ou se nasce em berço de ouro ou só compra se você ganhar na loteria. Mas ainda não custa nada sonhar, não é mesmo? Dá uma olhada nos itens abaixo e imagine um ou dois em sua estante. Quem sabe, um dia, você tem bala na agulha e consegue comprar qualquer um deles.


Os bonequinhos Funko Pop mais desejados de todos são o Metallic Stan Lee e o Alex Laranja Mecânica. Foram edições mínimas e super especiais dos personagens. Alex perdeu a licença antes mesmo do lançamento. Apenas 12 exemplares foram produzidos e há quem pague até 30 mil reais por um deles.

No caso de Stan Lee, o super criador de heróis foi objeto de uma homenagem especial que só foi vendida no site do artista. 10 bonecos prateados e 10 dourados. O preço? O que pedirem! Isso mesmo, não há limites para a edição especial. Não importa o quanto cobrarem, vai encontrar comprador.

Há diversos brinquedos raros da Funko, tais como a Black Batgirl, o Batman Silver, o Holografic Darth Maul ou o Chewbacca Especial (com cobertura cheia de pelos), mas eles chegam, no máximo, ao valor de 5, 6 mil reais cada um e possuem mais de 100 exemplares produzidos, em média.

Já quando se fala de quadrinhos, ninguém bate a edição da Action Comics onde o Super Homem aparece pela primeira vez. Acredita-se que existam menos de 100 exemplares em todo o mundo e os melhores exemplares podem chegar a até 7 milhões de dólares!!!

A Detective Comics em que o Batman surge pela primeira vez não fica muito atrás. Você precisaria ter cerca de 4 milhões de verdinhas para conseguir uma edição em bom estado. Outras edições do Batman e do Super Homem também podem alcançar 3, 2 milhões de dólares, cada uma.

Outros brinquedos que atingem valores muito altos são edições especiais de brinquedos eletrônicos feitos de ouro, com muitas pedras preciosas incrustadas. Mas trata-se apenas de produtos criados pelo marketing das marcas, com o objetivo de chamar a atenção.

Há game boys, consoles de videogames, miniaturas de automóveis, cubo mágicos (cada cor é feita com uma pedra preciosa), até mesmo um cavalinho de balanço 100% de ouro. Inutilidades ostensivas, cujo valor deve-se exclusivamente aos metais e as jóias.

A antiguidade e a raridade costumam ser muito mais atraentes aos colecionadores de brinquedo do que o material com o qual eles são feitos. O protótipo do GI Joe, o action figure mais famoso do mundo – popularmente conhecido no Brasil como Falcon – custou a bagatela de 200 mil dólares em um leilão nos Estados Unidos, em 2003.

A primeira versão da Barbie – sem nenhum atrativo além da própria boneca, com um maiô e óculos escuros – foi lançada em 1959. Teve cerca de 250 mil exemplares vendidos, mas muito poucos conseguiram sobreviver às brincadeiras. Se sua avó tiver uma guardada, ela vale mais de 100 mil reais!

A nostalgia é o valor agregado que mais faz o preço de brinquedos tradicionais subir. A raridade vem em segundo lugar. Se você tem uma coleção cheia de itens difíceis de serem encontrados, vai garantir uma herança valiosa aos seus filhos e netos.

emOutros

Brincar de Fazer Comidinha é Divertido e Pode Ser um Importante Ensinamento

Por em 16 de April de 2019

Entre panelinhas e comidinhas devidamente posicionadas para uma verdadeira brincadeira de casinha, crianças de diferentes lugares, culturas e de ambos os sexos, se divertem representando um costume adulto. É uma forma que os pequenos têm de imitarem os pais, tão comum em várias fases da vida.

Além disso, a comidinha de faz de conta, muitas vezes, representa o primeiro contato da criança com a natureza. Afinal, quem já não usou folhas, pedras, gravetos, sementes, flores e, principalmente muito barro para fazer as melhores receitas? Tudo isso, nas mãos das crianças transformam-se em feijão, carne, arroz, doce, bolo e outras comidinhas inventadas por elas.

A brincadeira, feita normalmente ao ar livre, também pode acontecer “de verdade” dentro de casa. Por que não permitir às crianças misturar pó de café ou leite em pó e água, ou ainda arroz com outros ingredientes, em panelinhas, potinhos ou outros recipientes pequenos? Dessa forma, elas podem fazer misturas criativas, descobertas e, até mesmo, comida de verdade.

Brincar de cozinhar também é uma oportunidade para os pais interagirem com os filhos, fazendo deste, um momento em família para relembrar por toda a vida. A oportunidade pode servir também para os pais esclarecerem as crianças a respeito da importância de uma nutrição saudável em todas as fases da vida. Visualizando a origem dos alimentos, as crianças começam a criar uma relação saudável com a comida, pois começam a entender que ela não vem só em caixas ou do freezer.

E é justamente essa intimidade com a comida que pode ajudar a criança a se familiarizar com alimentos naturais, e não só com as opções congeladas ou processadas. Assim, no futuro, ela poderá fazer uma escolha saudável, ajudando no combate à desnutrição ao montar pratos saudáveis quando for mais velha.

Além do famoso bolo de barro ou da sopa de flores no quintal, as crianças também podem exercer sua criatividade para brincar de comidinha dentro de casa com brinquedos especialmente desenvolvidos para isso. Para dar asas à imaginação, opções como a Máquina de Fazer Sorvete, da Estrela, já marcou gerações que se divertiam juntando ingredientes como frutas e gelo no brinquedo e podiam degustar da sua própria criação no final da brincadeira.

A fábrica de bolos da Estrela também permite, com a ajuda de um adulto (precisa do microondas, fazer, de verdade, bolos de diferentes formatos. São quatro formas diferentes que as crianças podem rechear e confeitar deliciosos bolos.

A Fábrica de Pirulitos de Chocolate, também da Estrela, é outro clássico. Com a chegada de feriados como a Páscoa, fica ainda mais gostoso colocar a mão na massa e preparar a sua própria sobremesa. Outra Fábrica, a de Cake Pop, é mais exemplo de como os pequenos podem experimentar ingredientes diferentes, inventando suas próprias receitas e misturando texturas, cores e sabores.

E para delírio da criançada, fazer sorvete também ficou fácil e ao alcance das suas mãozinhas. Com a Kids Chef Sorveteria, basta acrescentar gelo, os ingredientes, girar a manivela e em alguns instantes o sorvete está pronto!

E se o problema for a sujeira que fica depois do preparo, opções de brinquedos como os micro-ondas, geladeirinhas, utensílios como panelas e frigideirinhas e mini cozinhas infantis também cumprem o papel de aliados na brincadeira de fazer comidinha de maneira lúdica.

Nessa hora, a participação dos pais na compra dos ingredientes e no preparo também é mais um benefício da brincadeira, pois aproxima as gerações, fomentando o convívio familiar.

Com açúcar, com afeto: escolhas saudáveis são fruto de relações saudáveis

O importante é que o momento de brincar de fazer comida ou de casinha seja leve e divertido. Seja com opções caseiras de madeira ou com casinhas de papelão, ao ar livre ou dentro de casa, o que realmente importa nessa hora é o envolvimento dos coleguinhas ou dos pais na brincadeira. Com criatividade e afeto, os pequenos podem levar a diversão para a realidade na vida adulta ao relembrar dos bons momentos vivenciados durante as brincadeiras.

Confira a seção Cozinha aqui no Blog de Brinquedo com mais de 620 posts saborosos.

emCozinha